NÓS DE PESCA

Em qualquer pescaria, um aspecto técnico do qual o pescador não tem como fugir é a confecção de um nó, ainda que da forma mais simples. Os nós são utilizados principalmente para unir extremidades – como atar a linha aos anzóis e snaps, por exemplo, e em emendas, nas quais são atadas duas linhas ou a linha a um encastoado de aço.

Este artigo traz para os iniciantes na pesca amadora um pequeno manual. Para que dê certo e que consiga fazer os nós em situação de pesca, você deve treinar em casa, utilizando um pequeno pedaço de linha de nylon (logicamente linha de pesca), anzol (para garantir sua segurança amasse as farpas) e também fazer os procedimentos em giradores e castores.

Mandamentos do nó
1 – Use o nó correto para cada situação: São muitas as opções de nós que podem ser atados pelo pescador e cada um se adapta (ou tem um melhor desempenho) a uma situação especifica.
2 – Evite atar linhas de diâmetros muito diferentes: Atar linhas de diâmetros muito díspares dificulta bastante a execução do nó e, muitas vezes, compromete o seu resultado final. Caso seja necessário fazer isso, utilize um nó que se ajuste melhor à essa condição.
3 – Observe cuidadosamente a ordem correta dos passos: Existe uma ordem adequada para a execução de cada passo na hora de atar um nó. Puxar uma laçada no momento errado pode fazer com que o nó se arrebente quando tracionado.
4 – Apare bem as pontas da linha: Depois de atar o nó, apare bem as pontas da linha. Lembre-se que a linha só corre em nós mal dados. Portanto, se o nó tiver sido atado de forma correta, a linha pode ser cortada bem rente, sem maiores problemas.
5 – Utilize um trim para aparar a linha: O instrumento que apresenta melhor desempenho na hora de se cortar linhas e aparar suas pontas é o trim. Ele finaliza de forma segura o atado, diminuindo muito os riscos de danificar a linha na hora de aparar as pontas.
6 – Observe cuidadosamente o aspecto final do nó: Nós com aspecto ruim, laçadas sobrepostas, e principalmente “mordidas na linha”, devem ser cortados e refeitos. Afinal, não vale a pena arriscar.
7 – Teste o seu nó antes de começar a pescar: Muitas vezes o nó, embora apresente um ótimo aspecto visual, enfraquece a linha que pode arrebentar sem o menor esforço na fisgada do primeiro peixe. Puxando as partes unidas de forma moderada, o pescador pode descobrir se o nó enfraqueceu a linha ou não, tendo assim a chance de refazê-lo.

NÓ UNICO

txt_dica10_unico

TRILENE

txt_dica10_trilene

SANGUE

txt_dica10_sangue

PALOMAR

txt_dica10_palomar

DROOPER

txt_dica10_drooper

CLINCH

txt_dica10_clinch

FORCA

txt_dica10_anzol

ALBRIGHT

txt_dica10_albright

Texto: Flávio Martins

Anúncios